Só faltou o personagem!!!

Será que alguém já sentiu a sensação de estar dentro de um filme sem participar dele?

 Eu me senti dentro do filme “esqueceram de mim” quando tirei essa foto. Foi algo do tipo “nossa, cheguei atrasada, o “nome a procurar” já passou por aqui”. Um momento mágico, eu diria….

Mas como todas as fotos que eu tiro, fica comigo muito além da imagem, fica a emoção do momento, a temperatura e o cheiro. Tenho que confessar que desta vez o cheiro dessa foto não é nada agradável. O cheiro de banheiro público marcou. Uma pena…

Melhor, nos concentrarmos na iluminação natural, o enquadramento, os detalhes visuais….. Interessante, não é? Tudo natural, registrado com uma câmera Point & Shoot.

Espero não ter acabado com a magia da foto com essa minha história do cheiro…. Mas, de verdade, temos que agradecer que ainda não temos uma tecnologia onde as câmeras registram o cheiro do local! Há ah.

 

Anúncios

Como escolher sua próxima câmera – parte 2

 Voltando a falar um pouco mais sobre os tipos de câmeras…. 

·        Superzooms. Essas são para quem acha que tamanho não é problema, pois, perdem a característica de compactas. São pesadas e podem ser um problema na hora de transportar. Mas como vantagem o tamanho ajuda na hora de segurar a câmera e ter mais firmeza. As lentes, grandes e com zooms muito potentes, de 6x a 15x, tem uma ótima qualidade. Com elas você conseguirá brincar um pouco com a profundidade de campo. Os sensores, em muitos casos maiores, irão produzir imagens limpas e com mais nitidez.    

·         DSLRs ou Digital Single Lens Reflex significa que nessas câmeras a luz que entra através da lente é refletida em um espelho e transferida para uma tela de visualização. Esse jogo de vidros e espelhos faz com que, olhando pelo visor (não a tela de LCD), você veja exatamente o que a lente está “vendo”. Nessas máquinas não é possível fotografar utilizando o monitor LCD. Esse por sua vez só será utilizado para verificar a foto após o clique e para acessar os menus.

Nelas também é possível usar outras lentes (troca) para obter os mais diversos efeitos e resultados. São rápidas ao clique, possuem sensores maiores e melhores, que produzem pouquíssimo noise e tem sensibilidade de ISOs altos de até 3200. Possuem muita precisão no foco. É possível utilizar também outros formatos de imagem, como o RAW e o TIF no lugar do JPG. Por todas essas características são de uso profissionais.    

 

Continue lendo »

Tour – Salzburg (Leogang)

É interessante ver como algumas fotos mexem com nossos instintos. Algumas fotos têm o poder de mesmo que por milésimos de segundos, nos colocar de volta no exato momento em que ela foi tirada. Essa por exemplo, me lembro do som que eu ouvia na hora, era som do silêncio (é… silêncio também faz barulho (rs)) e do cheiro de gelo..(é..gelo também cheira (rs)).

Me lembro bem do que me levou a tirar essa foto. Atrás de mim, havia uma montanha onde o verde não era notado, pois o que chamava mais atenção era o topo coberto de neve, e era para lá que eu olhava fixamente. Quando eu me virei, deparei-me com uma paisagem totalmente diferente da anterior, essa. Meus sentidos foram despertados: vi, senti, ouvi e cliquei.

Áustria é um lugar incrível, mas somente para quem realmente curte paz. Não, não digo descansar, digo paz, silêncio, é como se nesse lugar não houvesse nada de ruim, nada que pudesse me atingir de nenhuma forma.

Se foi nas praias do Brasil que Deus veio descansar… lá naquele lugar, no meio das montanhas da Áustria,  é que ele foi se esconder.

Tour – São Paulo – Paranapiacaba

Como escolher sua próxima câmera??

 

“A melhor câmera é aquela que não atrapalha e que não falha, é aquela que você domina”.

Mas como escolher sua próxima câmera de modo que você a domine? Bem, vai depender de alguns fatores que você terá que definir e conhecer para não ter um mico (ou um gorila) nas mãos: 

  • Quanto você quer gastar
  • Quanto peso você quer carregar
  • Quanto você entende de fotografia e quanto quer entender
  • Onde a câmera passa o maior tempo (no carro, bolsa ou gaveta)

Hoje em dia até as câmeras mais simples oferecem recursos que poderão fazer ótimas fotos. Só lembrando que quanto mais recursos e profissional a câmera, mais pesada ela é e mais parafernália você carrega.

As digitais são as mais usadas hoje em dia, o filme deu lugar ao cartão de memória e no lugar da prata sensível no filme temos uma descrição chamada pixel.

Mas o que existe e qual a diferença entre todas essas digitais ???

Das Digitais existem as Point & Shot, Compacta amadora, Superzooms e DSLR.

Hoje vou falar das Point & Shot  

Point & Shot – São práticas, leves e é indicada para quem raramente vai imprimir uma foto ampliada de tamanho 15×21. A sua característica principal é que são câmeras totalmente automáticas, ou com controles manuais muito limitados. Tem o nome de point & shot porque basta apontar e disparar, ela resolve tudo sozinha. É possível conseguir fotos muito boas com essas câmeras, mas nunca de qualidade profissional.

Canon PowerShot SD870IS    HP Photosmart R742    Panasonic Lumix DMC-FX33   Canon PowerShot G9  Panasonic Lumix DMC-FZ50  Nikon Coolpix P5100    Fujifilm FinePix S100fs    Leica C Lux 3

 

Sensação

De tudo o que eu sinto e vejo

As emoções ficam nas lembranças

De um momento presente, o agora que eu não percebo 

 E somente amanhã quando se tornar uma lembrança

vou pensar que passou rápido demais

Então só amanhã  vou parar, olhar e pensar nisso….

Não tenho pressa

Minhas melhores emoções estão sendo congeladas

Tour – Madri

Uma das coisas mais impressionantes que eu encontrei em Madri foi a estátua do “Anjo caido” – Lucifer.

Sim, a única estátua do mundo dedicada ao demônio no meio da praça do retiro. Toda em bronze foi construida em 1885. Dizem que foi feita por ser aquele o ponto com maior energia negativa da espanha (foi medido e não me pergunte como) e com isso a idéia de que o inferno poderia ser exatamente ali embaixo.

 

Continue lendo »